segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Em fevereiro.


Talvez em fevereiro
eu me ajeite, coloque uma flor no cabelo
pra ir numa roda de samba,
balançar as cadeiras como uma legítima baiana
só pra ver seu olhar sorrir.
Talvez em fevereiro
eu te encontre olhando o mesmo horizonte,
numa tarde ardendo meu corpo no seu, boca pra beijar
e abraço pra descansar na noite de nós dois.
Talvez em fevereiro o sol me escolha
e se espalhe em mim, infinitamente...
É só o que espero, quando fevereiro chegar
Talvez eu volte a ser eu mesma
e deixe esse janeiro todo aqui dentro
desaguar em um mar qualquer
feito chuva de verão.

4 comentários:

Soneca disse...

RÁ! Meu aniversário é em fevereiro.

Inté
ps: E sua paixão continua a mesma, mesmo com todo esse janeiro.

Marcos Satoru Kawanami disse...

"dia 2 de fevereiro,
dia de festa no mar...
eu quero ser o primeiro
a saudar Iemanjá"
(Dorival Caymmi)

Salve Jorge disse...

Talvez todo dia
Você afirme mais seu jeito
Alguma flor tenha sorte de sua companhia
E um samba a fortuna do seu respeito
Que se suas cadeiras balançam
Todos dançam
Todos sorriem
Viajantes espiem
Como os baianos não cansam
De admirar essa baiana ardente
Moça do pé e da vontade quente
De fazer inveja no sol
Fisga todos em seu anzol
E desassossega a gente
Dizendo que de repente
Pode ser ainda mais da mesma...

Jornalista disse...

gostei do texto , tão simples e significativo quanto a beleza e riqueza do mês de fevereiro. Dá uma passadinha no meu blog http://semedida.blogspot.com/